Logo PeixeseAquarismo.com

Algas verdes no aquário. Causas e como eliminar?

A alga verde (green spot alga) talvez seja o tipo mais comum de algas nos aquários. Quando em quantidades aceitáveis, podem até deixar o aquário mais bonito, com uma sensação mais natural. Porém, caso se multiplique descontroladamente, deixa tudo dentro do tanque com uma tonalidade verde. Mas afinal, como as algas verdes surgem e como podemos controlar seu crescimento?

O surgimento da alga verde se dá principalmente por excesso de nutrientes no aquário, enquanto ao mesmo tempo ocorre falta de um específico, chamado fosfato. Para se desenvolverem, as plantas usam nitrato e fosfato (dentre outras substâncias). Se você não tem fosfato suficiente no aquário, as plantas não conseguem se desenvolver, e também não consomem o nitrato que está dissolvido na água. Quem se aproveita disso e consome todo o nitrato disponível? As algas. Portanto, para se controlar o crescimento das algas verdes, caso elas tenham dominado seu tanque, você deverá dosar fosfato no seu aquário.

Vamos entender um pouco mais sobre esse tipo de alga, as causas mais prováveis e como tratar o aquário para diminuir muito a sua incidência.

A alga verde é prejudicial?

Não, a alga verde não prejudica em nada seus peixes e plantas. A não ser que ela se torne tão numerosa e densa, que bloqueie suas plantas de conseguir nutrientes. Mas isso é muito raro, pois geralmente ela vai se localizar principalmente no substrato, vidros, rochas e troncos.

Alga verde no vidro
Alga verde no vidro
Guia Definitivo do Betta
Guia Definitivo do Betta

Só se preocupe em eliminar esse tipo de alga, caso ela esteja incomodando esteticamente. Muitas vezes a concentração nos vidros é tão alta, que pode até atrapalhar a apreciação do interior do seu aquário. Por outro lado, as vezes um pouco de alga verde em troncos e pedras, cria um ar “selvagem” no aquário, apreciado por muitos aquaristas.

No entanto, caso a alga verde domine todo seu aquário, pode ser um sinal de um desequilíbrio muito grande nos nutrientes, que provavelmente pode atrapalhar o desenvolvimento das suas plantas. Portanto, apesar da alga verde não ser prejudicial, as condições que a geram ela, podem ser prejudiciais.

Fatores que contribuem para o surgimento da alga verde

Assim como acontece com todas as algas, vários fatores influenciam o surgimento e crescimento das algas verdes. Dentre esses fatores se destacam, acumulo de nutrientes por falta de trocas parciais de água, excesso de iluminação e principalmente deficiência (ou em casos raros, excesso) de fosfato.

Excesso de luz: Níveis inadequados de luz são sempre grandes contribuidores para o crescimento das algas. No caso de algas marrons, pouca luz pode ser o culpado. Já no caso das algas verdes, elas estão geralmente ligadas a um excesso de luz no seu aquário. Mas o que pode estar causando esse excesso? As principais causas podem ser: muitas horas com a luz ligada ou lâmpadas com luminosidade maior do que necessária. Caso seu aquário esteja exposto a esse nível de luminosidade, pode ser um dos contribuidores para o crescimento exagerado das algas

Baixa frequência de TPAs: Trocas parciais de água são parte da rotina de qualquer aquário saudável. Tirando casos muito especiais, onde o excesso de plantas pode substituir as TPAs, a maior parte dos aquário necessita que cerca de 10% a 20% da sua água seja removida semanalmente (ou quinzenalmente) e substituída por água nova. Esse processo remove os nitratos e outras substâncias que se acumulam na água, e não são naturalmente quebradas pelas bactérias nitrificantes. As plantas também consomem algumas dessas substâncias, mas caso a concentração seja muito alta, ela não conseguem absorver tudo. E quem adora essas substâncias? As algas.

Desequilíbrio na quantidade de fosfato: Alguns elementos são extremamente necessários no desenvolvimento das plantas. Um desses elementos é o fosfato. As plantas consomem o fosfato e nitrato dissolvidos na água para seu crescimento, mas o que acontece quando não temos fosfato suficiente para as plantas? Não apenas, elas não crescem como deveriam, como também consomem menos nitrato do que fariam, se a quantidade certa de fosfato estivesse na água. Plantas e algas competem por nutrientes, então essa deficiência no desenvolvimento das plantas, e o excesso de nitrato que fica disponível na água, gera o ambiente perfeito para que as algas verdes se desenvolvam, ganhando a eterna competição pelos nutrientes. Por isso, a baixa concentração de fosfato é apontada como a principal causa do aparecimento de algas verdes no aquário.
É possível comprar um teste de fosfato diretamente da Amazon:
Prodac Teste De Fosfato Po4

Como diminuir ou eliminar a alga verde

A maneira certa de atacar o problema de algas verdes é remover todos os fatores que contribuem para o seu crescimento, além disso, adicionar alguns animais removedores de algas pode auxiliar muito no controle desse tipo de alga.

Adeque a quantidade de luz: Para acabar com a alga verde, precisamos diminuir a intensidade de luz, caso ela esteja excessiva. Para isso vamos abordar dois pontos. Primeiro, é preciso ter certeza que a iluminação escolhida está adequada. Lâmpadas para aquários plantados precisam ter por volta de 6500K de temperatura de cor, e precisam ter uma quantidade de lumens adequada para litragem do aquário. Para aquários com plantas exigentes, essa quantidade costuma ser de 60 lm/L. Caso esteja fornecendo a quantidade de luz errada para seu tipo de aquário, adapte para o nível adequado.
Outro ponto, é a quantidade de horas com as luzes ligadas. É recomendável se manter as luzes ligadas por no máximo 8 horas por dia. Se você está deixando mais tempo que isso, diminua gradativamente até chegar na quantidade de horas recomendada.
É possível encomendar uma luminária de aquário diretamente na Amazon:
Luminária Soma LED X5 10W

Faça TPAs regularmente: As TPAs vão prevenir o acumulo dos elementos que favorecem o surgimento de algas no aquário. Então, mantenha uma frequência de TPAs de forma disciplinada. É recomendável substituir de 10% a 20% da água do aquário semanalmente, durante o tratamento, pode ser interessante fazer a TPA até mais de uma vez por semana. É importante lembrar, que não se deve remover uma quantidade muito grande da água, já que isso pode afetar os parâmetros do aquário, prejudicando peixes e colônia de bactérias.

Dose fosfato no seu aquário: A maneira mais eficiente para se combater uma infestação de algas verdes, é dosar fosfato. Ao acrescentarmos esse elemento no aquário, as plantas vão se desenvolver com mais facilidade, além de consumir muito mais o nitrato que está na água. Dessa maneira, possibilitamos as plantas ganharem a competição com as algas pelos nutrientes do aquário. Comece dosando em baixas quantidades de acordo com a recomendação do fertilizante, e observe o desenovlvimento. Infelizmente é um processo lento, que pode demorar algumas semanas até obter resultados visíveis. Mas é a maneira mais correta de acabar com o problema a longo prazo.

Monte uma equipe de limpeza: Adicionar alguns animais que se alimentam de algas é uma ótima maneira de ter resultados rápidos na remoção do excesso. Nem todos os peixes algueiros consomem a alga verde. No caso dessa alga, a melhor aposta é usar caramujos neritinas, muito esfomeados e ativos, alguns poucos desses animais no seu aquário, já podem ser suficiente para ter um impacto visível, principalmente nas algas que se fixam nos vidros, rochas e troncos.

Cansado de perder peixes? De ter seu aquário dominado por algas? Quer saber como virar um profissional na arte do aquarismo? O Curso de Aquarismo Completo Aquaon tem tudo que é preciso para montar e manter um aquário de dar inveja. Ainda é oferecida uma garantia de 7 dias para devolução, caso não fique satisefeito.

Curso de Aquarismo AquaOn

Publicado em 20 jun, 2020

Autor: Rodrigo Matos é aquarista a mais de 20 anos, com dezenas de aquários montados a longo dessas duas décadas. Sua especialidade são aquários plantados, porém têm experiência com aquários marinhos, ciclideos, criação de neocaridinas, bettas, nanos, dentre outros. Atualmente está focado na criação de neocaridinas e em aquários densamente plantados.

Categorias:

Mais sobre Água Doce >

Aquário Ácido

ÚLTIMOS ARTIGOS >

Aquário Ácido