Logo PeixeseAquarismo.com

Os Melhores Peixes para Aquário Pequeno em 2023

Por: Rodrigo Matos | Atualizado em 18/01/2023

Comprar peixes de tamanho errado para seu aquário, é um jeito de garantir que ele vai dar errado. Isso é muito importante quando temos um aquário pequeno, porque a escolha acaba sendo um pouco mais limitada. Neste artigo, vamos te mostrar a nossa lista das 15 melhores espécies para aquários pequenos.

Em aquários pequenos, devemos dar preferência à pequenos tetras (neon, mato grosso, foguinho…), bettas, limpa-vidro, paulistinha, lebiste (guppy) e outras espécies de tamanho reduzido. Isso é necessário porque quanto maior o peixe, maior espaço livre ele precisa para se deslocar. Além disso, peixes grandes produzem mais detritos, poluindo o aquário mais rapidamente. Em um aquário pequeno, essa quantidade de poluição pode rapidamente matar os peixes.

Saiba se seu aquário é pequeno

Para começar, temos que definir o que é um aquário pequeno, já que pessoas tem ideias diferentes sobre tamanho. Muitas pessoas acham que um aquário de 36 litros é grande, mas na verdade, é um aquário pequeno para a maior dos peixes.

A maior parte dos aquaristas consideram aquários com menos de 54 litros como pequenos. Se você é novo no hobby, isso pode ser surpreendente, já que um aquário de 54 litros tem por volta de 60 cm de comprimento.

Mas se você considerar as espécies e a quantidade de peixes que podem ser colocados em aquários desse tamanho, verá que realmente é um pouco limitado.

15 espécies ideais para aquário pequeno

Algumas espécies são mais adequadas para popular um aquário pequeno. Elas costumam ser menores, mais calmas e sujam menos, por isso são ideais para um aquário com pouco volume de água. Além disso, as espécies disponíveis variam muito ano a ano, por isso atualizamos nossa lista, adicionando mais 5 espécies que podem fazer parte do seu aquário.

As melhores espécies para aquários pequenos são:

1. Tetra Neon (Paracheirodon axelrodi)

Peixes muito pequenos e com uma aparência muito marcante, com suas cores vermelha e azul brilhante. Seu tamanho diminuto os torna perfeitos para aquários pequenos. Também um favorito para aquários plantados, já que são calmos, não danificam as plantas e não são grandes o suficiente para tirar a atenção das plantas. É um peixe de cardume, portanto devemos ter pelo menos 5 no aquário.
Tamanho: Por volta de 3 cm.
Ph: Ácido.

Guia Definitivo do Betta
Guia Definitivo do Betta
Tetra Neon

2. Tetra Mato Grosso (Hyphessobrycon eques)

É um peixe avermelhado ou alaranjado, extremamente ativo e que deixa qualquer aquário mais animado. Tem também uma mancha preta no corpo perto da nadadeira. Costumam ter pequenas disputas entre os membros do cardume, mas não é comum se machucarem. Devem ser mantidos pelo menos 5 peixes da espécies no aquário.
Tamanho: Por volta de 3 cm.
Ph: Ácido.

Tetra Mato Grosso

3. Lebiste / Guppy (Poecilia reticulata)

Peixes muito pequenos e muito bonitos, com diversas cores e padrões diferentes. Os machos tem uma cauda grande e colorida, que chama muita atenção. As fêmeas tem uma cauda mais modesta e são mais encorpadas. São peixes resistentes e que se reproduzem com facilidade. Devem ser mantidos pelo menos 3 peixes da mesma espécie, e manter uma proporção de 2 fêmeas para cada 1 macho.
Tamanho: Entre 3 cm e 5 cm.
Ph: Alcalino.

Lebiste

4. Tetra Foguinho (Hyphessobrycon amandae)

Peixe muito pequeno, mas que chama muita atenção. Suas cor amarela alaranjada muito brilhante, faz com que esse peixe seja quase hipnótico. Ótima adição para aquários pequenos e plantados. Manter com pelo menos 5 peixes da espécie.
Tamanho: Por volta de 2 cm.
Ph: Ácido.

Foguinho

5. Tetra Rodostomus (Hemigrammus rhodostomus)

Um dos meus peixes favoritos, possui a característica marcante de ter o “nariz” muito vermelho. Formam cardumes muito coesos e é possível ver os peixes nadando muito próximos por todo o aquário. São peixes um pouco sensíveis, principalmente ao transporte. Mas em um aquário equilibrado, pode viver muitos anos. Deve ser mantido em cardume de pelo menos 5 peixes da espécie.
Tamanho: Por volta de 5 cm.
Ph: Ácido.

Rodostomus

6. Betta (Betta splendens)

Um dos peixes mais famosos do mundo e um dos mais fascinantes também. Com caudas longas e cores exuberante, encantam a todos. Os machos devem ficar em aquários sem outros bettas, ou brigas podem ocorrer. Também é importante entender que
eles devem ser mantidos em aquários de um tamanho apropriado para bettas.
Tamanho: Por volta de 7 cm.
Ph: De ácido à neutro.

Betta

7. Otocinclus (Limpa Vidro)

Muito famoso entre iniciantes e experts, o limpa-vidro é um peixe muito exótico em aparência e muito funcional para o aquário. Costuma ser achado grudado no vidro (de onde vem seu nome), onde ele gosta de consumir as algas verdes e marrons que ficam no aquário. Por isso, ter alguns desses peixes no seu aquário, ajuda muito a controlar a quantidade de algas.
Tamanho: Por volta de 5 cm.
Ph: De ácido à neutro.

Ottocinclus

8. Coridoras (Corydoras)

Peixes muito interessantes, com formato exótico. Passam a maior parte do tempo percorrendo o substrato a procura de restos de ração e outras fontes de alimentação. São peixes de cardume e deve ser mantidos em pelo menos 3 peixes da espécie.
Tamanho: Por volta de 5 cm.
Ph: De ácido à neutro.

Quer conhecer nossos aquários, enviar perguntas e receber as melhores dicas de aquarismo? Se inscreva aqui!

Coridora

9. Rasbora (Danio)

Um peixe muito bonito com vários padrões de cores diferentes. São bem pequenos, animados e preferem aquários plantados. São peixes de cardume e precisam ser mantidos pelo menos 5 da mesma espécie.
Tamanho: Por volta de 3 cm.
Ph: De ligeiramente ácido à ligeiramente alcalino.

Rasbora

10. Tanictis (Tanichthys albonubes)

Espécie pacífica, muito animada e com cores brilhantes. São pequenos e são uma ótima adição para aquários plantados. Devem ser mantidos em cardumes de pelo menos 5 peixes.
Tamanho: Por volta de 3 cm.
Ph: De ligeiramente ácido à ligeiramente alcalino.

Tanictis

11. Coridora Anã (Corydoras hastatus)

Esse é um dos menores peixes que você pode ter no aquário e um dos mais graciosos. Essa minúscula coridora encanta a todos, nadando por todo aquário em cardumes com seu comportamento típico de mexer no chão a procura de comida. Devido a ser um peixe gregário, deve ser colocado com ao menos mais 5 peixes da mesma espécie. Porém, quanto mais Coridoras Hastatus você tiver, mais bonitas elas ficarão no aquário.

Tamanho: Por volta de 2 cm.
Ph: De ácido à ligeiramente alcalino.

Coridora Hastatus

12. Platy (Xiphophorus maculatus)

Colorido, ativo e muito resistente, esse peixinho encanta desde principiantes até aquaristas experientes. Outra característica marcante destes peixes é sua facilidade de reprodução, não é incomum comprar um casal e acabar com dezenas de filhotes.

Tamanho: Por volta de 6 cm.
Ph: Alcalino.

Platy

13. Tetra Glowlight (Hemigrammus erythrozonus)

Pequeno peixe Treta que chama atenção não apelas pelo seu tamanho, mas também pela faixa brilhante que tem no meio do seu corpo. É um peixe muito pacífico, de beleza marcante e que precisa viver em cardumes. Portanto, tenha pelo menos 5 exemplares juntos em um aquário.

Tamanho: Por volta de 3 cm.
Ph: De ligeiramente ácido à ligeiramente alcalino.

Tetra Glowlight

14. Xadrezinho (Dicrossus filamentosus)

Os ciclídeos anões são muito especiais, porque são possível de ter em aquário pequenos, ao contrário dos grandes ciclídeos africanos. Além disso, eles são mais pacíficos e calmos. Dentre eles o Xadrezinho se destaca como um dos mais tranquilos e menores, podendo ser criado em aquários comunitários e também com outros da mesma espécie. Seu visual e comportamento são muito interessantes a agregam à qualquer aquário comunitário.

Tamanho: Por volta de 6 cm.
Ph: De ácido à neutro.

Xadrezinho

15. Ramirezi (Mikrogeophagus ramirezi)

Esse ciclídeo anão americano é um dos peixes mais desejados do aquarismo hoje em dia. Sua beleza é extrema, e suas cores e faixas no corpo lhe dão um aparência muito exótica. Apesar de ser um pouco territorial com outros da mesma espécie, pode viver em aquários comunitários. Em aquários pequenos, não se deve misturar dois machos, mas um casal é perfeitamente aceitável.

Tamanho: Por volta de 6 cm.
Ph: De ácido à neutro.

Ramirezi

Calcule quantos peixes você pode ter no aquário

A medida que você se acostuma com criar e manter aquários, fica muito fácil saber quando tem peixes de mais um. Mas quando estamos começando é bem difícil ter essa noção.

Com os anos, o hobby do aquarismo foi madurecendo e surgiram algumas formas de calcular quantos peixes (e quais espécies) podemos ter dependendo da quantidade de litros. A maior parte desses métodos caiu em desuso, mas existe uma que é usada e apoiada por a maior parte dos aquaristas. É a regra do porte.

O que diz a regra do porte:

Peixes de 2 a 5 cm devem ter disponíveis 1,5 litros por cm
Peixes de 6 a 9 cm devem ter disponíveis 2 litros por cm
Peixes de 10 a 13 cm devem ter disponíveis 3 litros por cm
Peixes de 14 ou mais cm devem ter disponíveis 4 litros por cm

Essa regra relaciona o tamanho do peixe com quantos litros ele necessita. Então, se você tiver um aquário de 36 litros, você pode ter…

Quantos peixes de 5 cm:

5 cm x 1.5 = 7.5 litros por peixe.
Então 36 / 7.5 = 5 peixes aproximadamente

Quantos peixes de 3cm:

3 cm x 1.5 = 4.5 litros por peixe.
Então 36 / 4.5 = 8 peixes aproximadamente

Invertebrados para aquários pequenos

Além de peixes, alguns ótimos habitantes para aquários pequenos são os invertebrados. Dentre eles, se destacam os caramujos e os aquários. Alguns exemplos:

Ampulária
Camarão Neocaridina
Camarão Fantasma

Cuidados necessários para aquários pequenos

Vale lembrar de um ponto essencial. Aquários menores são mais suscetíveis a mudanças bruscas de parâmetros como ph, temperatura, amônia… Sabendo disso, é muito importante manter uma ótima rotina de trocas parciais de água, ter um ótimo filtro e monitorar sempre amônia e nitritos no aquário. Além de fazer o período de ciclagem.

Mas quase todos os aquaristas começaram com um aquário pequeno, então caso seja iniciante, estude bastante, escolha os peixes adequados e seja bem-vindo a esse hobby maravilhoso.

Autor: Rodrigo Matos é aquarista há mais de 20 anos, com dezenas de aquários montados a longo dessas duas décadas. Suas especialidades são aquários plantados e peixes bettas, porém têm experiência com aquários marinhos, aquários nanos, ciclideos, criação de neocaridinas, dentre outros. Atualmente está focado na criação de neocaridinas e em aquários densamente plantados.

Mais sobre Aquário de Água Doce

água ficando verde no aquário
Algas
Água do aquário ficando verde. Veja por que acontece e como resolver.

Você se esforça para manter seu aquário lindo e saudável, mas de repente, começa a…

Continue lendo
Aquário cristalino
Como cuidar de um aquário? 12 dicas para ter o aquário perfeito

Para quem está começando, manter um aquário limpo, saudável e cristalino é um grande desafio….

Continue lendo
Água da torneira
Aquário de Água Doce
Pode colocar água da torneira no aquário?

Para quem já tem aquários há bastante tempo essa pergunta pode parecer muito fácil de…

Continue lendo
Aquário Ácido
Aquário de Água Doce
Como abaixar o pH do aquário: Veja como deixar seu aquário ácido

Um cardume de peixes coloridos nadando, pode ser uma visão bastante hipnotizante e até bastante…

Continue lendo
Aquário
Aquário de Água Doce
Como elevar o pH do aquário: Aprenda a deixar o pH alcalino

Mesmo se não houver um fluxo de água constante, ou mudanças na iluminação, a composição…

Continue lendo
Aquário e aquapaisagismo
Aquário Plantado
Aquapaisagismo: O que é, estilos e como começar.

O aquapaisagismo está para os aquários assim como a jardinagem está para os vasos de…

Continue lendo