Logo PeixeseAquarismo.com

Íctio ou doença dos pontos brancos. O que é e como tratar?

Por: Rodrigo Matos | Atualizado em 14/05/2022

Se você está observando seu peixe e notou o aparecimento de pontos brancos pelo corpo do animal, muito provavelmente você está olhando para um peixe com íctio.

O ictio em peixes tem como principal característica o aparecimento desses pontos brancos por qualquer parte do corpo do animal, porém a incidência é maior nas nadadeiras. É uma doença potencialmente fatal e causada por um protozoário chamado Ichthyophthirius. A boa notícia, é que das doenças que afligem os peixes ornamentais, essa é uma das mais fáceis de tratar, caso seja notada na sua fase inicial.

Existem muitas formas de tratamento e uma abordagem completa, atacando o problema de vários lados é a maneira mais eficiente de acabar com o íctio. Mas para isso, precisamos entender mais sobre a doença, seus sintomas e causas.

Ramirezi com íctio

O que é o Íctio

É uma doença causa por protozoários, considerada uma das enfermidades mais comuns entre os peixes ornamentais. Apesar de não ser muito grave, sua incidência é tão grande, que provavelmente é uma das maiores causas de morte de peixes em aquário, principalmente em regiões de clima frio ou com grande variações de temperatura.

O agente causador da doença é o protozoário Ichthyophthirius multifiliis, é um parasita muito comum em peixes de água doce. Na aquicultura, existem até técnicas para aumentar a imunidade a esse parasita, como consta nessa publicação da Universidade Federal de Santa Catarina. A incidência dele é tão alta, que muitos especialistas acreditam que a maior parte dos aquários e lagos têm ou já tiveram exemplares do protozoário. Mas para que de fato ocorra uma infecção é preciso que o sistema imunológico do peixe perca a batalha contra esse parasita.

Principais causas do íctio

Como explicado anteriormente, esse parasita é tão difundido que a maior parte dos peixes têm uma resposta imunológica bem eficiente contra ele. Mas em momentos onde o sistema de defesa do peixe está prejudicado, caso tenhamos o protozoário na água, pode ser que ocorra uma infecção.

Então a causa dessa doença está ligada a dois fatores principais: introdução do Ichthyophthirius multifiliis no aquário e problemas na imunidade dos peixes.

Na maior parte dos casos, o parasita é introduzido no aquário ao se adicionar algum animal, rocha, peça de decoração ou qualquer outro corpo que esteja infectado com o protozoário.

Guia Definitivo do Betta
Guia Definitivo do Betta

Com o parasita já no aquário, qualquer queda na imunidade dos peixes pode causar uma infecção. Dentre os principais fatores que podem ocasionar essa vulnerabilidade nos animais, estão:

Quais os sintomas do íctio

Todo aquarista experiente está familiarizado com o principal sintoma do íctio. Aqueles pontos espelhados pelo corpo do animal tiram o sono de qualquer um. Mas este não é o único sinal, então vamos abordar agora todo os principais sintomas dessa doença:

O ciclo do íctio

O parasita Ichthyophthirius multifiliis tem um ciclo de vida único da espécie, baseado em fases. Saber mais sobre esse ciclo, ajuda a entender o desenvolvimento da doença no aquário e também mostra quando o parasita está mais vulnerável para o tratamento.

No primeiro momento, o parasita adulto (chamdo de Trofozóito nessa fase) infecta o peixe, se instalando na pele do animal. Ali ele se instala e causa pequena lesões invisíveis ao olho humano. Essas lesões o colocam em contato com o sistema imunológico do animal, que isola o parasita em um cisto. Nessa fase, o protozoário é muito resistente ao uso de remédios, devido ao bloqueio causado pelo cisto.

Após se alimentar e amadurecer, a nova fase começa. O parasita se solta do animal (nessa fase o parasita se chama Tomonte), atravessa o cisto e fica livre outra vez, se deslocando para o fundo do aquário, onde ele se reproduz, gerando milhares de novos parasitas (esses novos parasitas se chamam Tomite). Estes ficam livres pela água, procurando novos hospedeiros para reiniciar o ciclo (quando os parasitas estão procurando novos hospedeiros, eles se chamam Teronte).

A duração de todo o ciclo depende muito da temperatura do aquário. Em aquários com temperaturas mais altas, todo o processo pode durar 4 dias, já em temperaturas baixas, podem durar semanas.

Fases do íctio: Trofozóito, Tomonte, Tomite e Teronte
Fases do íctio: Trofozóito, Tomonte, Tomite e Teronte

Qual o tratamento para íctio

Existem várias abordagens no tratamento da doença, algumas mais naturais, outras mais químicas. Uma combinação desses tratamentos pode ser a forma mais eficiente de agir. Mas é preciso ter bom senso para não exagerar e prejudicar seus peixes e a biologia do aquário. Além disso, é preciso remover qualquer carbono filtrado/purigen do aquário durante o tratamento. As abordagens recomendadas para o tratamento são:

Quer conhecer nossos aquários, enviar perguntas e receber as melhores dicas de aquarismo? Se inscreva aqui!

Como desinfectar aquário com íctio, em caso de perda total dos peixes:

Se o pior aconteceu e você já perdeu seus peixes, antes de conseguir fazer o tratamento, é importante não comprar novos habitantes, antes de ter certeza que o surto no seu aquário já acabou. Porque como foi explicado acima sobre o ciclo do íctio, ainda que o parasita não esteja mais nos peixes, ainda pode estar na sua forma livre, nadando pelo aquário.

Em teoria, apenas deixar o aquário funcionando (filtro e termostato ligados), sem habitantes e com a temperatura em 31 graus Celsius por 18 dias, já é suficiente para eliminar o íctio, já que sem hospedeiros, os protozoários acabam morrendo.
Mas se você quiser ser extra cauteloso, pode também aplicar o remédio para íctio de acordo com as instruções do fabricante, afim de garantir que não restá nenhuma chance de reincidência. No entanto, lembre de que o tempo de espera é o fator mais importante para que os parasitas morram sem hospedeiros.

Como prevenir o aparecimento do íctio

As recomendações para evitar o aparecimento (e reaparecimento) do íctio são as mesmas de qualquer doença. Já que envolvem duas preocupações básicas. Precisamos prevenir a entrada do agente causador no aquário, fazendo tratamento de qualquer ser vivo ou objeto que visamos acrescentar. E também temos que manter a imunidade dos peixes altas, para que consigam lutar contra qualquer enfermidade que possa entrar em contato com eles.

Primeiro, sempre deixe seus novos peixes em um aquário quarentena, antes de adicioná-los ao aquário principal. Um período de duas semanas costuma ser suficiente para garantir que ele não está trazendo nenhuma doença para seus outros animais. Portanto, caso ainda não tenha um aquário quarentena, é uma providência essencial e evita muita dor de cabeça a longo prazo.

Tratar plantas novas também é uma ótima precaução. Muitos parasitas podem se depositar nas plantas e com isso acabar entrando no seu aquário e atacando seus peixes. Isso também evita surtos de caramujos e outros habitantes que não foram adquiridos intencionalmente.

Outro fator importante é manter a qualidade dos parametros do seu aquário. Ou seja, mantenha a temperatura estável, ph sem muitas variações e níveis de nitrito e amônia zerados. Uma alimentação saudável também faz muito pelo sistema imunológico do seu peixe. Além disso, mantenha uma rotina disciplinada de TPAs (trocas parciais de água): uma vez por semana, ou no máximo duas.

Seguindo essas recomendações, você estará prevenindo o aparecimento do íctio e ao mesmo tempo deixando seus peixes mais resistentes a qualquer outra infecção ou enfermidade.

Autor: Rodrigo Matos é aquarista há mais de 20 anos, com dezenas de aquários montados a longo dessas duas décadas. Suas especialidades são aquários plantados e peixes bettas, porém têm experiência com aquários marinhos, aquários nanos, ciclideos, criação de neocaridinas, dentre outros. Atualmente está focado na criação de neocaridinas e em aquários densamente plantados.

Mais sobre Aquário de Água Doce

água ficando verde no aquário
Algas
Água do aquário ficando verde. Veja por que acontece e como resolver.

Você se esforça para manter seu aquário lindo e saudável, mas de repente, começa a…

Continue lendo
Aquário cristalino
Como cuidar de um aquário? 12 dicas para ter o aquário perfeito

Para quem está começando, manter um aquário limpo, saudável e cristalino é um grande desafio….

Continue lendo
Água da torneira
Aquário de Água Doce
Pode colocar água da torneira no aquário?

Para quem já tem aquários há bastante tempo essa pergunta pode parecer muito fácil de…

Continue lendo
Aquário Ácido
Aquário de Água Doce
Como abaixar o pH do aquário: Veja como deixar seu aquário ácido

Um cardume de peixes coloridos nadando, pode ser uma visão bastante hipnotizante e até bastante…

Continue lendo
Aquário
Aquário de Água Doce
Como elevar o pH do aquário: Aprenda a deixar o pH alcalino

Mesmo se não houver um fluxo de água constante, ou mudanças na iluminação, a composição…

Continue lendo
Aquário e aquapaisagismo
Aquário Plantado
Aquapaisagismo: O que é, estilos e como começar.

O aquapaisagismo está para os aquários assim como a jardinagem está para os vasos de…

Continue lendo