Logo PeixeseAquarismo.com

Como abaixar o pH do aquário: Veja como deixar seu aquário ácido

Um cardume de peixes coloridos nadando, pode ser uma visão bastante hipnotizante e até bastante terapêutica. Porém, se você não tem certeza de como aumentar ou abaixar o pH do aquário, poderá gerar um estresse desnecessário em seus animais de estimação aquáticos. 

Manter um aquário é, sem dúvida, um hobby prazeroso e uma maneira emocionante de sentir a beleza da natureza em casa. 

Claro, há muitas coisas a se considerar ao manter um aquário e cuidar de peixes. Uma das coisas mais importantes a se levar em consideração é o nível de pH da água.

Procurando algumas dicas sobre como abaixar o pH do aquário? Neste artigo, você aprenderá como reduzir com segurança o pH da água. Porém, antes disso, é importante entender porque manter um nível de pH consistente é tão importante.

Por que é necessário reduzir o pH em um aquário?

Você pode ter se lembrado de algumas conversas sobre os níveis de pH de suas aulas de química durante o colégio. Se você não consegue se lembrar de nada, os fundamentos do pH da água do seu aquário são muito fáceis de reaprender.

Quando se trata de manter, ou melhorar a qualidade da água do seu aquário, o pH é realmente um fator importante. O nível de pH, de maneira simples, pode ser explicado pelo nível de acidez do seu aquário. 

O nível de pH normal para um aquário pode ser um conceito complicado. Não existe, tecnicamente, nenhum nível ideal de pH. Tudo se resume aos tipos de peixes, plantas e outras criaturas em seu aquário.

Se você notar que os peixes dentro de seu tanque estão angustiados, geralmente, isso significa que eles não estão confortáveis com o ambiente. Portanto, você terá que inspecionar qual é a causa por trás de desconforto.

Embora a maioria dos peixes de aquário criados em cativeiro não sejam extremamente exigentes, você provavelmente obterá melhores comportamentos de reprodução e cores quando eles estiverem seus níveis de pH certos.

Aquário
Guia Definitivo do Betta
Curso Aquarismo de Água Doce
Curso On-line Completo de Aquarismo
Guia Definitivo do Betta

Como abaixar o pH do aquário: 5 métodos para corrigir o problema

Terminou de verificar o pH do seu aquário e descobriu que ele está acima do nível desejado? Compartilharemos a seguir, algumas maneiras de reduzir de forma segura e rápida o nível de pH do seu aquário:

1. Troca Parcial de Água (TPA)

É indiscutível que a manutenção da qualidade da água é crucial para a saúde e o bem-estar dos peixes. Uma vez que restos de comida e resíduos causam aumento nos níveis de amônia, e consequentemente do pH, é preciso se livrar dessa substância realizando a troca parcial de água regularmente.

Preferivelmente, não substitua todo o reservatório em uma única troca, isso pode destruir o equilíbrio biológico do ambiente e causar um desastre. Recomenda-se trocar cerca de 15 a 20% da água do seu aquário a cada duas semanas. 

Além disso, não se esqueça de limpar as decorações. É preciso também dar uma atenção especial ao cascalho para remover algas e detritos que podem interferir nos parâmetros da água no futuro.

2. Musgo de turfa

Adicionar musgo de turfa ao seu aquário também pode ser uma ótima solução para o problema. Essa é uma das melhores maneiras naturais de equilibrar os níveis de pH da água em seu aquário. 

A turfa faz com que o ambiente se torne mais agradável para os peixes ao mesmo tempo que evita que bicarbonatos se acumulem. Devido as propriedade do musgo de turfa, é possível notar uma alteração na cor da água ao longo do tempo.

A quantidade de turfa que você deve introduzir ao ambiente depende, principalmente, do nível de pH atual da água. É importante realizar um teste com uma amostra de água antes de realizar qualquer alteração definitiva no seu aquário. 

Monitore o nível de pH da amostra e faça alterações de acordo com os resultados obtidos.

3. Osmose Inversa

O processo de osmose reversa requer uma membrana semipermeável que atua como uma barreira de filtragem que permite a passagem de pequenas moléculas de água.

A membrana elimina a maioria das impurezas, resultando em maior qualidade da água com níveis de pH estabilizados. O que a osmose reversa faz é eliminar pesticidas, inseticidas e metais pesados ​​da água. 

Os sistemas de filtro de osmose reversa são muito mais caras do que os filtros normais. Essa configuração pode custar centenas de reais – dependendo da qualidade do sistema.

O preço pode ser a desvantagem, porém o produto ajuda a estabilizar os níveis de pH em seu aquário sem o uso de produtos químicos. 

4. Uso de troncos

Outro método que não requer o uso de produtos químicos é a utilização de troncos. A madeira serve como abrigo ou alimento para muitos pássaros selvagens, peixes e outros animais aquáticos, mas também tem outras finalidades práticas.  Essa é uma das maneiras mais segura e natural de abaixar o pH do aquário. 

O tronco irá liberar taninos na água, o que irá diminuir o nível de pH. Um efeito colateral, é que os taninos também deixam a água com uma cor de chá. Essa cor é muito apreciada para certos tipos de aquário, mas podem incomodar, caso o aquarista não deseje esse efeito. Porém, com o tempo, o tronco se torna mais estável e para de modificar a tonalidade da água.

No entanto, verifique antes de comprar se o produto é natural ou tem coloração artificial, pois as tintas artificiais podem prejudicar seus peixes.

5. Use produtos químicos

Embora não seja altamente recomendado, alguns produtos químicos podem reduzir com segurança o nível de pH do seu aquário. Eles são fáceis de usar e podem realizar o trabalho rapidamente.

Porém, os produtos químicos costumam ser fortes demais para os peixes. Portanto, seja extremamente cuidadoso ao usar esta alternativa para abaixar o pH do seu aquário.

Nosso conselho é usar produtos químicos como último recurso quando já tiver tentado todas as outras opções disponíveis.

Considerações finais

Embora existam várias maneiras de atingir o mesmo objetivo, algumas são mais fáceis e fornecem melhores resultados do que outras. 

No entanto, é essencial manter o nível de pH em seu aquário de acordo com os peixes que possui. Dessa forma, você pode escolher qualquer um dos métodos mencionados neste artigo de acordo com seus recursos e requisitos.

Se você decidir ir com soluções mais naturais, como troncos ou troca de água, ou mesmo com um método não tão natural como o uso de produtos químicos, o que importa é se informar o máximo possível para evitar acidentes indesejados.  

Cansado de perder peixes? De ter seu aquário dominado por algas? Quer saber como virar um profissional na arte do aquarismo? O Curso de Aquarismo Completo Aquaon tem tudo que é preciso para montar e manter um aquário de dar inveja. Ainda é oferecida uma garantia de 7 dias para devolução, caso não fique satisefeito.

Curso de Aquarismo AquaOn

Publicado em 10 out, 2021

Autor: Rodrigo Matos é aquarista a mais de 20 anos, com dezenas de aquários montados a longo dessas duas décadas. Sua especialidade são aquários plantados, porém têm experiência com aquários marinhos, ciclideos, criação de neocaridinas, bettas, nanos, dentre outros. Atualmente está focado na criação de neocaridinas e em aquários densamente plantados.

Categorias:

Mais sobre Água Doce >

Aquário

ÚLTIMOS ARTIGOS >

Aquário Ácido
Como abaixar o pH do aquário: Veja como deixar seu aquário ácido
Água Doce
Aquário