Logo PeixeseAquarismo.com

Peixes de Ph Alcalino: Lista de 15 espécies para você escolher

Ter a faixa correta de ph para seus peixes é um dos fatores mais importantes na hora de manter a saúde dos seus animais. Então se seu aquário é de água alcalina, é importante só escolher espécies que vivem bem em um aquário de ph maior que 7.0.

E mesmo que alguns peixes consigam sobreviver em diversas faixas de ph, todas as espécies tem uma faixa ideal, que deve ser respeitada. Tolerar um ph alcalino, não é o mesmo que viver bem em água alcalina. Portanto, sempre pesquise o valor ideal de ph da espécie que você quer adquirir e veja se ela é apropriada para o seu aquário.

Se você escolher um peixe de água ácida e colocá-lo num aquário alcalino, sua saúde e qualidade de vida será muito impactada. Mesmo que ele resista durante muito tempo, ele não esterá de fato vivendo bem, e sim sobrevivendo em circunstâncias muito difíceis. Isso afetará a imunidade, comportamento, apetite e saúde de modo geral.

Níveis de alcalinidade da água

Como foi dito acima, cada espécie tem uma faixa ideal de ph. Ou seja, a questão não é apenas se o peixe é de água acida ou alcalina. Temos que descobrir quão alcalina a água tem que ser para seu animal. Alguns vão preferir águas levemente alcalinas (7.1 a 7.4 por exemplo). Já outros vão preferir águas muito alcalinas (7.8 a 8.2 por exemplo). Portanto, nunca será possível ter peixes de todas as faixas. Descubra o valor do ph do seu aquário, e escolha sua fauna com base nele.

Você pode adquirir um teste de PH diretamente da Amazon:
Prodac Teste De Ph Doce E Salgado (Faz Até 130 Testes)

15 espécies de peixes de água alcalina:

1. GUPPY (LEBISTE) – Um dos peixes mais famosos do Brasil. Chamam muita atenção devido a suas caudas coloridas. É uma ótima opção para aquários pequenos, devido a seu tamanho diminuto. Porém, é preciso tomar cuidado com seu processo de reprodução. Já que conseguem se reproduzir com muita facilidade, superlotando o aquário com muita rapidez.
Nome cientifico: Poecilia reticulata
Ph: 7.0 – 8.5
Temperatura ideal (°C): 18 a 28
Tamanho adulto: 4 cm

Guppy Amarelo
Guia Definitivo do Betta
Guia Definitivo do Betta

2. PLATI – Peixe de muitas cores e padrões. Também muito fácil de reproduzir. É um animal pacífico, mas pode se tornar um pouco mais agressivo em época de reprodução. Idealmente devem ser mantidos em grupos, com mais fêmeas que machos
Nome cientifico: Xiphophorus maculatus
Ph: 7.0 – 8.0
Temperatura ideal (°C): 18 a 28
Tamanho adulto: 6 cm

Plati vermelho

3. ESPADA – Peixe muito marcante devido a cauda do macho, que é mais alongada do que a de outros peixes da mesma família. Deve ser mantido em grupos, com mais fêmeas que machos.
Nome cientifico: Xiphophorus hellerii
Ph: 5.0 – 7.8
Temperatura ideal (°C): 22 a 26
Tamanho adulto: 4.5 cm

peixe espada

4. MEXIRICA – Peixe pacífico, que forma casais. Também pode ser mantido em grupos, mas apenasse o aquário for de tamanho adequado. Com uma coloração amarela viva, dá vida a qualquer aquário.
Nome cientifico: Etroplus maculatus
Ph: 7.2 – 9.0
Temperatura ideal (°C): 20 a 28
Tamanho adulto: 8 cm

mexirica

5. MOLINÉSIA – Ótima opção para aquários comunitários. Muito ativos e pacíficos, anima qualquer aquário. De reprodução fácil, é preciso tomar cuidado com superlotação no aquário.
Nome cientifico: Poecilia latipinna
Ph: 7.0 – 8.6
Temperatura ideal (°C): 20 a 28
Tamanho adulto: 8 cm

molinesia

6. KINGUIO (JAPONÊS) – Peixe muito famoso e comum em aquários pequenos de iniciantes no hobby. Isso é altamente inapropriado, já que estes animais produzem muita poluição devido a grande quantidade de dejetos que liberam na água. Além disso, a medida que crescem se tornam peixes de grande porte, podendo chegar a 50 cm.
Nome cientifico: Carassius auratus
Ph: 7 – 7.4
Temperatura ideal (°C): 10 a 28
Tamanho adulto: 45 cm

Kinguio

7. AGULHA – Devido a sua aparência exótica, chama muita atenção em qualquer aquário. Costuma habitar principalmente na parte superior do aquário. Ter uma tampa no aquário é uma boa ideia.
Nome cientifico: Dermogenys pusilla
Ph: 7.0 – 8.0
Temperatura ideal (°C): 24 a 28
Tamanho adulto: 7 cm

Peixe Agulha

8. CARPA – Peixe muito comum em lagos. Não deve ser criado em aquários, a não ser em tanques gigantes, já que o animal pode chegar a ter mais de um metro de tamanho na sua fase adulta. Possui várias cores e padrões.
Nome cientifico: Cyprinus carpio
Ph: 7.0 – 7.6
Temperatura ideal (°C): 10 a 28
Tamanho adulto: 100 cm

Carpa

9. Gourami Gigante – Outro peixe jumbo. Devido a sua dimensão, é preciso ter um aquário grande. Costuma ser pacífico, mas pode se tornar agressivo em aquários pequenos.
Nome cientifico: Sphaerichthys osphromenoides
Ph: 6.6 – 8.0
Temperatura ideal (°C): 20 a 30
Tamanho adulto: até 70 cm

gourami chocolate

10. PEIXE GATO VIDRO – Peixe quase completamente transparente. É possível observar seus órgãos enquanto ele nada calmamente pelo aquário. É uma adição interessante para qualquer aquário. Extremamento pacífico e devem mantidos com peixes de comportamento similar.
Nome cientifico: Kriptopterus bicirrhis
Ph: 7.0 – 7.5
Temperatura ideal (°C): 22 a 26
Tamanho adulto: 10 cm

peixe gato vidro

11. POLYPTERUS – Peixe de aparência extremamente exótica. É um peixe jumbo que deve ser colocado em aquários de tamanho apropriado (Pelo menos 200 cm). É pacífico, mas pode comer peixes de porte pequeno. Uma regra boa a se seguir é: se couber na boca, será comido.
Nome cientifico: Polypterus
Ph: 6.2 – 8.0
Temperatura ideal (°C): 24 a 30
Tamanho adulto: 40 cm

polypterus

12. ABELHINHA GOBY – Animal de água salobra (pode se adaptar a água doce), tem uma aparência muito interessante. Lembrando muito uma abelha listrada (daí o nome). Costuma passar a maior parte do tempo entocado, por isso é importante ter esconderijos para eles.
Nome cientifico: Brachygobius xanthozonus
Ph: 7.2 – 8.5
Temperatura ideal (°C): 24 a 30
Tamanho adulto: 4 cm

Abelhinha Goby

13. LABEO FRENATUS – Peixe comum com uma aparência similar a um pequeno tubarão e com cores fortes nas suas barbatanas. Costuma ser um peixe pacífico, mas pode ser agressivo com outros da mesma espécie. Por isso, não recomendável ter mais de um por aquário, a não ser que o tanque seja muito grande.
Nome cientifico: Epalzeorhynchos frenatus
Ph: 6.6 – 7.8
Temperatura ideal (°C): 24 a 28
Tamanho adulto: 15 cm

Labeo Frenatus

14. LABEO BICOLOR – Assim como o frenatus o labeo bicolor também parece um tubarão. A diferença principal está nas barbatanas, o bicolor tem apenas um nadadeira vermelha, enquanto o frenatus tem todas. É um peixe pacífico, mas agressivo com outros da mesma espécie. Evite ter mais de um por aquário.
Nome cientifico: Epalzeorhynchos bicolor
Ph: 6.6 – 7.8
Temperatura ideal (°C): 24 a 28
Tamanho adulto: 15 cm

Labeo Bicolor

15. BEIJADOR – Peixe muito comum em aquários de iniciantes, mas geralmente é mantido de forma adequada. Precisam de aquários grandes devido ao seu tamanho, mas costumam ser mantidos em aquários pequenos, o que afeta muito a saúde e expectativa de vida do peixe. Por isso, recomenda-se manter em pelo menos 300 L.
Nome cientifico: Helostoma temminkii
Ph: 6.6 – 7.6
Temperatura ideal (°C): 22 a 28
Tamanho adulto: 30 cm

Peixe Beijador

Como deixar a água do seu aquário mais alcalina

É possível manter a faixa desejada de ph no seu aquário com produtos químicos, são os famosos tamponadores. Embora isso seja possível, você terá esse gasto para sempre, pois no momento que parar de usar o tamponador, seu ph será alterado.

Existem alguns tamponadores disponíveis na Amazon:
Seachem Alkaline Buffer 70g Tamponador

A melhor maneira de chegar a faixa desejada seria usar elementos que naturalmente alteram o ph do seu aquário. De fato, existem alguns métodos de se fazer isso, dentre eles estão:

  • Evite uso de troncos Troncos acidificam a água. Adicionar troncos é um dos melhores métodos para acidificar um aquário, portanto para ter o resultado contrário, remova troncos.
  • Use um substrato alcalinizante:  Alguns substratos tem propriedades alcalinizantes. Se você deseja um aquário alcalino esse pode ser um dos mais relevantes passos a se tomar, já que a quantidade de substrato é grande o suficiente para produzir um efeito tamponador na água.
  • Use pedras alcalinizantes: Algumas rochas, especialmente as de calcário, vão aumentar o ph do seu aquário, então uma quantidade suficiente de pedras pode ter um impacto relevante na sua faixa de ph.

Cansado de perder peixes? De ter seu aquário dominado por algas? Quer saber como virar um profissional na arte do aquarismo? O Curso de Aquarismo Completo Aquaon tem tudo que é preciso para montar e manter um aquário de dar inveja. Ainda é oferecida uma garantia de 7 dias para devolução, caso não fique satisefeito.

Curso de Aquarismo AquaOn

Publicado em 7 jun, 2020

Autor: Rodrigo Matos é aquarista a mais de 20 anos, com dezenas de aquários montados a longo dessas duas décadas. Sua especialidade são aquários plantados, porém têm experiência com aquários marinhos, ciclideos, criação de neocaridinas, bettas, nanos, dentre outros. Atualmente está focado na criação de neocaridinas e em aquários densamente plantados.

Categorias:

Mais sobre Água Doce >

Aquário Ácido

ÚLTIMOS ARTIGOS >

Betta Amarelo
Como deixar o peixe betta feliz
Peixe Betta
piranhas
Peixes Carnívoros de Aquário: Piranhas e outras espécies predadoras
Peixes de Água Doce
Como alimentar seus peixes durante viagens
Quanto tempo os peixes podem ficar sem comer?
Iniciante
Peixe se esfregando
Peixe se esfregando na decoração e nas pedras. O que fazer?
Doenças de peixes
Betta no fundo do aquário
Peixe Betta parado ou deitado no fundo do aquário
Peixe Betta
Aquário Ácido