Logo PeixeseAquarismo.com

Guppy ou Lebiste (Poecilia reticulata) – Tudo Sobre a Espécie

O Guppy ou Lebsite é um peixe de água doce extremamente popular no mundo todo, apesar de ser originalmente da América do Sul e Central. Suas cores fortes, caudas longas e padrões variados tornam o peixe fascinante logo de primeira, e assim eles conquistaram a atenção de todo no mundo do aquarismo. Seu tamanho diminuto também é um atrativo por si só e por isso são muito comuns em aquários pequenos.

Além disso, são extremamente resistentes, sendo considerados bons peixes para iniciantes. Outro ponto importante, é que se procriam com muita facilidade, sendo bastante fácil conseguir reproduzi-los em casa, até mesmo em aquários comunitários. Apesar de toda essa resistência e saúde, ele também precisa de cuidados, como todo peixe de aquário, especialmente quanto aos parâmetros de água.

Nomes comunsLebiste, Guppy, Gupie, Barrigudinho
Nome científicoPoecilia reticulata
Nível de dificuldadeFácil à moderado
TemperamentoPacífico
Temperatura22°C – 28°C
pH7.0 – 8.5
Tamanho recomendado do aquário36 Litros
Expectativa de vida3 anos
Tamanho Adulto5 cm
AlimentaçãoOnívoro
Dureza da água8 – 12

A espécie Guppy / Lebiste

São peixes muito resistentes, que gostam de águas duras e pH acima de 7, sendo uma das espécies mais presentes em aquários alcalinos. Sua coloração e comportamento ativo o torna um peixe muito interessante para se observar, principalmente em aquários plantados. Além da sua aparência, o outro grande fator que tornou a espécie popular é fato deles serem muito mais fáceis de criar do que a maioria dos peixes.

Na hora de criar esses peixes também é importante saber que eles são peixes que se produzem com uma frequência impressionante. Então, já pense em que destino você dará para os novos peixinhos que quase certamente surgirão no aquário. Devido a essa facilidade de reprodução, inúmeras variações da espécie surgiram, e hoje podemos encontrar Lebistes de centenas de cores e padrões diferentes.

Outro fator interessante da espécie, é que devido a sua adaptabilidade, foi introduzido em vários lugares do mundo, como controle de mosquitos e outros insetos. Eles são ótimos para essa função pois se alimentam com bastante voracidade das larvas desses insetos.

Guppy cauda vermelha

Classificação da Espécie

ClasseActinopterygii
OrdemCyprinodontiformes
FamíliaPoeciliidae
EspéciePoecilia reticulata

Comportamento Típico

O Guppy é um peixe muito pacífico, que dificilmente terá problemas com qualquer outra espécie. Não são um peixe de cardume necessariamente, mas se recomenda que vivam em grupos, em uma proporção de um macho para cada 3 fêmeas. Isso é importante, porque os machos costumam tentar acasalar o tempo todo. Com uma quantidade maior de fêmeas, elas conseguem dividir a atenção do macho, para que nenhuma fique muito estressada com os constantes avanços do macho. Ter muito machos no aquário, também pode ocasionar disputas pelas fêmeas, outra razão pela qual a proporção de 3 para 1 é ideal para espécie.

Costumam nadar na parte do meio para cima do aquário, mas se movem por toda parte, especialmente procurando comida. Não costumam ser peixes tímidos que se escondem o tempo todo, mas podem fazer isso caso se sintam ameaçados. Além disso, são peixes que costumam dormir a noite e ficam mais ativos durante o dia.

Aparência do Lebiste / Guppy

Eles vêm em uma grande variedade de cores, padrões no corpo e estilo de barbatanas. São peixes pequenos e os machos são menores que as fêmeas. Alguns têm caudas curtas, outros em forma de V, enquanto outros têm caudas alongadas quase do tamanho do seu corpo. Essas nadadeiras podem ser de uma cor só, de várias, listradas ou com os mais diferentes padrões. As combinações são quase infinitas.

Guia Definitivo do Betta
Guia Definitivo do Betta

As variedades são definidas justamente por essas muitas diferenças entre os Guppys, algumas das características consideradas são tipo de cauda, cor e até cor dos olhos. Algumas das variadades mais famosas são Veiltail (cauda véu), Triangletail (cauda delta) e Fantail (leque).

Guppy ou lebiste

Tamanho do aquário

Apesar de pequenos são peixe muito ativos, por tanto tente ter pelo menos 36 litros para um grupo com um macho e 3 fêmeas. Com esse tamanho eles viverão em paz, dando bastante espaço para as fêmeas fugirem das incansáveis investidas do macho. Adicione algumas plantas e isso ajudará ainda mais as fêmeas a se esconderem quando precisarem. Esse tamanho de aquário é suficiente para esse grupo inicial, no entanto, lembre que eles eventualmente se reproduzirão, então você precisará de um aquário maior ou então, doar os alevinos para alguém.

Alimentação

São peixes onívoros que recebem muito bem a maior parte das rações comercializadas. Dê preferência para as rações de marcas estabelecidas e de qualidade, pois esse é um dos principais fatores que influenciam a saúde do seu peixe. Eles são peixes pequenos, mas com um grande apetite, portanto os alimente com moderação. Variar o tipo de ração dado também ajuda a fornecer uma dieta balanceada para seus lebistes. Para evitar excesso de comida se dissolvendo na água, é importante oferecer apenas a quantidade que seus peixes consumirão.

Procure alimentá-los duas vezes ao dia, com pequenas quantidades, ao invés de uma vez com muita comida. Toda a ração deve ser consumida entre 2 ou 3 minutos, se sobrar, significa que você pode diminuir a quantidade. Além disso, alimentos vivos também podem impactar seus peixes positivamente, por isso tente oferecer artêmias ou dafnias uma ou duas vezes por semana. Seus peixes ficarão muito mais felizes e saudáveis com essa fonte extra de proteína.

Que peixes manter com o Lebiste / Guppy

Eles são peixes muito pacíficos e que se dão bem com praticamente todas as espécies. Ou seja, são peixes perfeitos para aquários comunitários. O único problema é que são peixes muito pequenos, dessa maneira, não podem viver com peixes muito maiores, ou certamente virarão comida. Além disso, peixes agressivos também podem atacá-los, e eles não terão nenhuma defesa contra eles, por isso é melhor evitar.

Logo, peixes de tamanho similar e que vivem nos mesmos parâmetros de água, são os companheiros ideais. Mas vale lembrar que até os peixes pequenos, podem se alimentar dos alevinos de lebistes, caso eles se reproduzam. Alguns exemplos de bons peixes para ter junto com Lebiste / Guppy:

  • Outros da mesma espécie (são as melhores opções)
  • Plati
  • Molinésia
  • Peixe espada
  • Colisas
  • Coridora
  • Danios
  • Camarões
  • Caramujos

Distribuição na Natureza

Originalmente da América do Sul e Central, vivem em rios e lagos de Venezuela, Barbados, Suriname, Guiana e outros países. A espécie foi identificada por Robert John Lechmere Guppy, e por isso recebeu o nome dele. Apesar de sua origem, hoje o peixe foi introduzido a todos os continentes com exceção da Antarctica. Por isso, é possível o encontrar na natureza em todos os cantos do mundo.

Quer conhecer nossos aquários, enviar perguntas e receber as melhores dicas de aquarismo? Se inscreva aqui!

Diferenciar entre macho e fêmea

É importante saber a diferença entre machos e fêmeas para conseguir manter a proporção ideal dos gêneros no aquário. Felizmente, essa não é uma das espécies mais difícil de fazer essa diferenciação. Os machos costumam ser menores que as fêmeas e suas cores são mais vibrantes. Enquanto isso, as fêmeas costumam ser mais rechonchudas e tem cores menos intensas.

Quanto as nadadeiras, a caudal do macho é mais longa e muito colorida. Além disso o macho possui nadadeira anal modificada em gonopódio, enquanto na fêmea essa nadadeira é maior e triangular.

Guppy de cauda vermelha nadando

Reprodução da espécie

Guppys são talvez os peixes mais fácil de reproduzir em aquários domésticos, algo que acontece até mesmo espontaneamente, sem nenhuma intervenção. As fêmeas podem inclusive guardar os espermatozoides e com isso produzir múltiplas gestações, uma após a outra. Além disso, eles são ovovíparos, logo as fêmeas desenvolvem seus ovos nos próprios corpos, dando luz diretamente aos alevinos, que nascem e começam a nadar em instantes.

Caso queira garantir um acasalamento, pode-se seguir os seguintes passos:

  • Selecione um macho saudável e três fêmeas.
  • Coloque todos em um aquário de mais ou menos 36 litros.
  • Adicione plantas e um filtro que não movimente muito a água. Um filtro de esponja é ideal.
  • O macho tentará acasalar com o máximo de fêmeas que conseguir.
  • Quando notar que uma ou mais fêmeas tiver uma macha escura no abdômen, ou estiver mais roliça, você saberá que ela está grávida.
  • Após isso, remover o macho e qualquer fêmea que não esteja grávida.
  • Entre 4 e 5 semanas, a gestação acaba e os alevinos nascem.
  • Se quiser garantir a sobrevivência do maior numero de alevinos, remova os adultos do aquário.

Quando os alevinos já estiverem grande o suficiente para não se tornarem comida para os adultos, você já pode os colocar no aquário principal.

O Guppy é o peixe para você?

Se você quer um peixe lindo, pacífico e que é muito resistente, o Guppy pode ser o peixe para você. Ele é uma ótima opção para iniciantes, inclusive. Só é preciso entender se seu aquário e fauna são adequados para a espécie. Outro ponto, é se você está preparado para lidar com os alevinos que surgiram devido a reprodução dos Guppys. Se não, melhor não os ter, ou então pegar apenas fêmeas para seu aquário.

Atualizado em 12 jul, 2022
Categorias:

Autor: Rodrigo Matos é aquarista há mais de 20 anos, com dezenas de aquários montados a longo dessas duas décadas. Suas especialidades são aquários plantados e peixes bettas, porém têm experiência com aquários marinhos, aquários nanos, ciclideos, criação de neocaridinas, dentre outros. Atualmente está focado na criação de neocaridinas e em aquários densamente plantados.

Mais sobre Peixes de Água Doce >

Otocinclus
11 peixes de fundo perfeitos para seu aquário
Peixes de Água Doce
Melanotaenia Neon
Arco Íris Neon, Melanotaenia Neon (Melanotaenia praecox): Tudo sobre
Peixes de Água Doce
Acará Bandeira
Acará Bandeira (Pterophyllum scalare). Tudo sobre a espécie.
Peixes de Água Doce
Acará bandeira
Peixes de aquário para iniciantes: TOP 17 espécies para você escolher
Peixes de Água Doce
Colisa Chuna
Colisa Chuna, Colisa Mel (Trichogaster Chuna) – Tudo sobre a espécie
Peixes de Água Doce
Peixes Coloridos
Peixes Coloridos – 18 espécies para encher seu aquário de cor
Peixes de Água Doce

ÚLTIMOS ARTIGOS >

Otocinclus
11 peixes de fundo perfeitos para seu aquário
Peixes de Água Doce
água ficando verde no aquário
Água do aquário ficando verde. Veja por que acontece e como resolver.
Algas
Peixe Colorido
Meu peixe perdeu a cor. Por que isso aconteceu e como resolver?
Doenças de peixes
Aquário cristalino
Como cuidar de um aquário? 12 dicas para ter o aquário perfeito
Iniciante
Água da torneira
Pode colocar água da torneira no aquário?
Manutenção do aquário
Betta triste no aquário
Meu peixe Betta morreu. O que aconteceu?
Peixe Betta