Logo PeixeseAquarismo.com

Peixe betta pulando para fora do aquário. O que fazer?

O betta é um peixe lindo e de comportamento fascinante, no entanto eles também podem ser um pouco propensos a executar alguns saltos inapropriados. Se você cuida da espécie há muito tempo, certamente já o observou saltando aparentemente do nada. E pior ainda, muitas vezes ele acaba pulando para fora do aquário. Mas por que será que isso acontece? E como impedir que seu betta pule do aquário?

Existem muitas razões para seu betta pular para fora do aquário, entre elas podemos destacar água de má qualidade, aquários pequenos, estresse e até mesmo para tentar pegar algo fora do aquário. Além disso, eles são peixes que têm uma tendência natural a pular. Para desencorajar esse comportamento devemos manter a qualidade da água, desestressar o peixe e, quando possível, cobrir o aquário.

Vamos entender nesse artigo mais sobre as causas desse comportamento, e como torná-lo menos frequente nos peixes bettas.

Por que meu betta está pulando do aquário?

Como falamos acima, existem muitos fatores que podem incentivar seu betta a pular do aquário. A maioria tem a ver com o ambiente em que ele vive, mas infelizmente, esse é uma questão recorrente nos bettas. Apesar disso, temos maneiras de amenizar esse problema. Vamos destacar abaixo algumas das causas para esse comportamento indesejado.

Água de má qualidade

Um aquário sujo, é a origem de 90% dos problemas que podemos encontrar, sejam doenças ou sejam comportamentos inadequados. No caso do betta estar pulando para fora do aquário, isso também é verdade. Se você não fizer a manutenção adequada do seu aquário (ainda mais se não tiver um filtro), haverá um acúmulo de substâncias nocivas ao seu peixe, como amônia e nitritos. Nesses casos, o betta certamente vai querer achar uma água mais limpa para ele, podendo inclusive, tentar sair do aquário, de qualquer jeito. Lembre-se que seu bichinho não faz a mínima ideia, de que quando pular do aquário, vai cair no chão e longe de qualquer água.

Além disso, outros parâmetros inadequados, podem fazer seu betta decidir tentar a sorte pulando do aquário. Para todas as espécies de peixes, é importante se atentar ao pH. No caso desse valor estar fora da faixa ideal pra o betta, ele também pode achar melhor tentar escapar dali.

Aquários pequenos

Infelizmente, na maioria das vezes, os bettas vivem em aquários completamente inadequados para eles, especialmente quanto ao tamanho. Bettas precisam de aquários de no mínimo 18 litros, mas muitas vezes estão vivendo em aquários com apenas 1 litro de água. Isso causa muitos problemas para espécie, e pode levar seu peixe a tentar fugir do aquário.

Se ele vive em alguns poucos litros de água, apenas isso já seria suficiente para estressar o peixe o suficiente para ele tentar fugir. No entanto, existe outro problema, aquários pequenos acumulam sujeiras muito mais rápido, ou seja, a concentração de amônia e nitrito pode subir muito e rapidamente. Ao ponto de transformar a água em inabitável. Não é nenhuma surpresa que seu betta esteja pulando para fora do aquário, nessas condições.

Temperatura inadequada para a espécie

Assim como alta concentração de amônia e um pH inadequado podem afetar seu peixe, uma temperatura fora do padrão da espécie também pode incentivá-lo a pular do aquário. Os bettas são peixes tropicais, que precisam de águas consideravelmente quentes para sobreviver. Portanto, se incomodam bastante com águas muito frias e isso não apenas gera estresse, como também afeta sua saúde. Pior ainda do que ter uma água fria, é ter uma água que varia muito de temperatura. Pequenas mudanças são inevitáveis, mas em certas regiões, no mesmo dia podemos ter uma diferença de mais de 10 graus Celsius do dia para a noite. Isso é horrível para saúde do seu peixe, e pode o estimular a pular para fora do aquário.

Estresse excessivo

Independente da espécie, um peixe estressado é sempre mais propenso a saltar do aquário, Isso obviamente não é diferente no caso dos bettas. Estresse causa diversos problemas de saúde, ou seja, não apenas pode ocasionar saltos, como também doenças. Algumas das principais fontes de estresse para o betta são o que já falamos anteriormente: água suja, parâmetros inadequados e aquários pequenos. No entanto, outros fatores também afetar, como companheiros de aquário inapropriados, muito barulho, ou luzes que afetam seu sono.

Estímulos fora do aquário

Qualquer objeto ou animal que passe por cima do aquário pode levar seu betta a pular. Eles são peixe curiosos e vorazes, então sempre que vêm algo que pode ser um alimento, existe uma grande chance dele tentar pegar. Plantas perto da superfície da água, insetos voando, ou até mesmo a mão de alguém passando por cima do aquário, pode incentivar um pulo.

Alguns Bettas apenas gostam de pular

Como falamos anteriormente, não é incomum que peixes da espécie simplesmente gostem de pular. Algumas espécies são mais propensas a pulos do que outras. No caso do betta, é uma das espécies em que esse comportamento é comum. Mas é claro que cada peixe é um individuo diferente, logo apesar da espécie, em sua maioria, ter alguns comportamentos típicos, cada betta vai ter sua própria personalidade. Alguns podem pular o tempo todo, enquanto outros simplesmente nunca farão isso.

Guia Definitivo do Betta
Guia Definitivo do Betta
Betta com nadadeiras abertas

Como fazer seu Betta parar de pular para fora do aquário?

Agora que sabemos a origem do problema, precisamos saber como desencorajar seu betta a tentar pular para fora do aquário. Como vimos, existem muitas causas, então também precisaremos ter algumas abordagens diferentes para chegar ao sucesso.

Melhore a qualidade da água

A primeira ação a tomar é garantir que sua água seja de qualidade, portanto fazer alguns testes pode ajudar muito nessa hora. Testes de amônia e nitrito são uma ótima maneira de entender como está a água do seu aquário. Idealmente, esses valores têm que estar sempre zerados ou muito próximos disso. Se esses testes estiverem zerados é um sinal de que seu aquário muito provavelmente está sem substâncias tóxicas aos peixes.

Mas se amônia ou nitrito estão com valores acima de zero, é um grande sinal de que você precisa prestar mais atenção a manutenção do seu aquário. Para resolver o problema, tem alguns passos que pode executar:

Quer conhecer nossos aquários, enviar perguntas e receber as melhores dicas de aquarismo? Se inscreva aqui!

  • Faça trocas parciais de água frequentes. Nesse caso, pelo menos 20% da água deve ser trocada uma vez por semana.
  • Ter um filtro de qualidade também é essencial, pois ele ajudará a manter a água limpa e e seu peixe saudável. Caso já tenha um filtro, também faça a manutenção do mesmo pelo menos 1 vez por mês.
  • Remova qualquer matéria orgânica em decomposição no aquário. Isso significa remover, peixes e outros animais que possam estar mortos, plantas mortas que estejam se decompondo e, principalmente, resto de ração acumulado pelos cantos.
  • Alimente apenas o necessário para seu betta, ração em excesso pode se acumular no aquário, causando o aumento da concentração de amônia na água.

Fazendo todos esses passos, seu betta se sentirá muito mais a vontade no seu aquário, e pode reduzir fortemente sua inclinação a pular para fora do aquário.

Tenha um aquário adequado para seu betta

Isso significar ter um aquário de tamanho adequado, com a temperatura certa para seu betta e com os demais parâmetros também na faixa ideal para ele. Os bettas precisam viver em temperaturas que vão de 22 a 30 graus Celsius, e além disso, eles não aceitam bem mudanças bruscas nessa temperatura, mesmo que a variação esteja dentro da faixa aceitável para a espécie.

Dessa maneira, se você vive em uma área muito fria, ou se na sua região a temperatura muda muito durante o dia, você precisará de um aquecedor com termostato. Com esses equipamentos, você automaticamente regulará a temperatura do aquário, mantendo ela dentro da faixa ideal para o betta, e sem grandes variações.

Outro fator muito importante a considerar é o pH. Assim como a temperatura, o pH precisa estar na faixa ideal (6.6 e 7.4) e não pode variar muito rapidamente. Isso significa que você precisa tomar cuidados extras para não alterar muito o pH do seu aquário, especialmente quando fizer trocas parciais de água.

E quanto ao tamanho, é muito simples, tenha um aquário de pelo menos 18 litros para que seu betta possa viver bem. Se o seu aquário é menor, adquira um maior, faça a ciclagem do aquário (ainda sem o betta dentro) e depois mude seu betta para lá. Ele viverá muito melhor. Uma dica a mais, é adicionar plantas a esse aquário, eles adoram algumas plantas para descansar e se esconder quando se sentem mais tímidos. Inclusive, plantas flutuantes, que ajudam a cobrir uma área da superfície da água, podem evitar que o betta fique pulando para fora do aquário.

Elimine fatores que possam estressar o betta

Diversos fatores podem fazer seu betta ficar estressado, mas alguns são muito comuns. Companheiros de aquário inadequados são uma tortura para o betta. Por isso, se você quer montar um aquário com mais peixes, escolha apenas peixes que podem viver com o betta. Mas lembre que se tiver mais peixes, o aquário precisa ser ainda maior.

Barulho em excesso perto do aquário também pode estressar qualquer peixe. Observe seu betta e veja se seu comportamento se altera em condições de maior barulho, em todo caso, mesmo que isso não aconteça é melhor evitar barulhos excessivamente altos perto de qualquer aquário.

Outro ponto importante é entender que seu betta também dorme e, assim como nós, o ciclo de luz o ajuda a regular seu sono. Portanto, programe as luzes do aquário para que não fiquem acesas na hora que seu peixe deveria estar domingo. Assim como nossos quartos ficam com luzes apagados quando dormimos, o aquário do betta também deve ficar.

Retire estímulos externos

Se seu aquário fica em um lugar que passam muitos insetos, ou que possuem vegetação próxima, logo acima da água, esses fatores podem estimular seu betta a pular. Na natureza, antes mesmo de serem domesticados, eles caçavam insetos que pousam ou voam sobre as águas, então seu instinto certamente os fará tentar pular para alcançá-los.

Além disso, se você costuma brincar com seu betta, o estimulando a pular para pegar ração, é melhor parar. Apesar de isso ser um truque válido e até benéfico, se o seu betta já tem tendências a pular para fora do aquário, você não deve o estimular mais ainda.

Tampe o aquário

A verdade é que todos os métodos acimas contribuem para inibir esse comportamento, mas a única maneira 100% eficaz de impedir que seu betta fique pulando para fora do aquário é colocar uma tampa no aquário. Isso não é necessário em todos os casos, mas se seu peixe não responda a nenhum dos métodos acima, é melhor tampar o aquário do que deixar seu betta morrer. Se não quiser manter o aquário tampado por todo o tempo, faça isso pelo menos quando você não está perto. Assim você garante que seu betta não vai pular pra fora do aquário enquanto você não estiver perto para o socorrer.

Betta nadando para cima

Conclusão

Os bettas são peixes que já têm uma tendência natural a pular, mas isso não é verdade para todos os peixes da espécie. Em muitos casos, o que ocasiona esse comportamento é um aquário inadequado, ou um ambiente externo que o incentiva, seja por estresse, ou seja por estímulos externos. Portanto, execute os passos mencionados acima para aumentar as chances do seu betta não pular. Mas caso isso não seja suficiente, o melhor caminho é adquirir uma tampa para seu aquário. Isso impedirá que seu peixe saia do aquário e resolverá o problema de uma maneira 100% eficiente.

Cansado de perder peixes? De ter seu aquário dominado por algas? Quer saber como virar um profissional na arte do aquarismo? O Curso de Aquarismo Completo Aquaon tem tudo que é preciso para montar e manter um aquário de dar inveja. Ainda é oferecida uma garantia de 7 dias para devolução, caso não fique satisefeito.

Curso de Aquarismo AquaOn

Publicado em 2 jul, 2022

Autor: Rodrigo Matos é aquarista a mais de 20 anos, com dezenas de aquários montados a longo dessas duas décadas. Sua especialidade são aquários plantados, porém têm experiência com aquários marinhos, ciclideos, criação de neocaridinas, bettas, nanos, dentre outros. Atualmente está focado na criação de neocaridinas e em aquários densamente plantados.

Categorias:

Mais sobre Peixe Betta >

Peixe Betta Colorido
Fotos de Betta – Os Mais Bonitos Peixes Betta (Azul, Vermelho, Preto…)
Peixe Betta
Betta Amarelo
Como deixar o peixe betta feliz
Peixe Betta
Betta no fundo do aquário
Peixe Betta parado ou deitado no fundo do aquário
Peixe Betta
Betta
Peixe betta boiando lateralmente. Ele está doente?
Doenças de peixes
Betta
Betta com fungos – Como identificar e tratar
Doenças de peixes
Betta capa
Peixe betta gosta de luz ou de escuro? Veja a iluminação ideal para betta
Peixe Betta

ÚLTIMOS ARTIGOS >

Peixes Coloridos
Peixes Coloridos – 18 espécies para encher seu aquário de cor
Peixes de Água Doce
Axolote
Axolote, Axolotle (Ambystoma mexicanum) – Guia da espécie
Anfíbios
Colisa Lalia
Colisa Lalia (Trichogaster lalius) – Tudo sobre a espécie.
Peixes de Água Doce
Kinguios, peixes de água doce
Peixes de aquário: Tipos e principais espécies de peixes ornamentais
Iniciante
Mocinha
Peixe Mocinha (Characidium fasciatum) – Ficha técnica com fotos
Peixes de Água Doce
Betta Nadando
Peixe betta pulando para fora do aquário. O que fazer?
Peixe Betta