Logo PeixeseAquarismo.com

Peixe Cascudo: Guia Completo (espécies, fotos…)

O nome cascudo se refere a um conjunto de espécies pertencentes a família Locariidae (mesma família do otocinclus), tendo origem na América do Sul e Central. O cascudo é um peixe com visual muito marcante. Seu corpo é revestido de placas ósseas e com a boca, especializada em sucção, situada na face ventral do animal.

Justamente por essa boca com muito poder de sucção, os cascudos podem ficar muito tempo grudados em rochas e troncos, além de terem grande capacidade de revirar o substrato a procura de alimento.

Com mais de 200 espécies, existem cascudos com os mais diferentes tamanhos, cores e padrões. Eles são diferenciados não apenas pelos seus nomes, mas também por um sistema de identificação gerado a partir da letra L (ou LDA) + um número. Por exemplo o cascudo zebra é identificado por L046 Zebra.

Ficha da espécie:

Nível de dificuldade: Fácil
Temperamento: Pacífico
Temperamento: 23°C – 30°C
Expectativa de vida: 10 a 15 anos
pH: 6.0 – 8.0
Tamanho: Em média 30 cm, podendo chegar a 50 cm
Alimentação: Onívoro
Família: Loricariidae

Origem do Cascudo

A gigante maioria das espécies vem da América do Sul, embora também existem espécies originárias da América Central. Apesar dessa origem, hoje em dia o cascudo é uma das espécies mais difundidas em aquários por todo o mundo devido a sua aparência diferenciada e facilidade para criar.

Comportamento Típico

O cascudo é um peixe de hábitos noturnos, ou seja, no foto período a atividade do peixe tende a ser limitada. Muitas vezes você encontrará o peixe escondido em alguma parte mais reservada.

É um peixe de fundo, portanto será possível ver o animal se deslocando devagar por todo o fundo do aquário. Enquanto se desloca, ele irá consumir algas e outros resíduos encontrados no fundo do aquário, troncos e etc. Mas não é um peixe estritamente detritívoro, então é importante complementar sua alimentação com alimentos mais apropriados.

É um animal geralmente pacífico, podendo ter alguns atritos com peixes da mesma espécie. É importante ter um aquário de tamanho adequada para o tamanho do animal, assim conflitos com outros peixes serão mais raros.

Outro grande ponto de atenção é que os cascudos podem tentar sugar a mucosa de peixes mais lentos, como Discos e Kinguios por exemplo, portanto não é recomendado ter essas espécies no mesmo aquário.

Aparência do Cascudo

É um peixe que possui placas ósseas cobrindo todo seu corpo. Em sua maioria, tem uma coloração amarronzada, com alguns pontos ou padrões mais claros. Além disso, tem uma boca localizada na parte ventral com alta capacidade de sucção, razão pela qual são tão eficientes na remoção de algas.

Cascudo
Guia Definitivo do Betta
Guia Definitivo do Betta

Seu tamanho é outro fator importante, a maioria chega a por volta de 30 cm, mas podem chegar até mais de 50 cm. Por isso, é tão importante ter um aquário de tamanho adequado.

O peixe também tem caudas dorsais, peitorais e caudais. Possui uma cabeça avantajada com olhos pequenos no topo. Os seus olhos possuem a capacidade de controlar a quantidade de luz a que são expostos, através de uma membrana que os cobre.

Outra característica marcante, é a cauda em formato de meia lua.

Tipos de Cascudo

Um dos grandes atrativos da espécie é justamente a grande variedade de tamanhos, cores e padrões nas manchas do corpo. Existem mais de 200 variações, cada uma mais interessante que a outra.

Cascudo comum (Hypostomus plecostomus) – É uma espécie que chega até 50 cm, mas infelizmente costuma se comprada por pessoas que não imaginam o tamanho adulto. Por isso, não caia na conversa de que ele é um limpador de aquários. Apenas adquira esse exemplar se tiver um aquário de pelo menos 200 litros..

Hypostomus plecostomus

Cascudo-Zebra (Hypancistrus sp.) – Um espécie muito bonita, com marcações na pele que deram origem ao seu nome. É pacífico, mas pode ser territorial com peixes da mesma espécie. Podem chegar a, mais ou menos, 15 cm quando adultos.

Cascudo Zebra

Cascudo-Tigre (Peckoltia vittata) – Outra espécie que recebeu seu nome devido a suas listras e cores. Pode ser territorial com outros da mesma espécie ou similares. Quando adulto, tem por volta de 10 cm.

Cascudo Tigre

Cascudo Panaque (Panaque nigrolineatus) – Peixe que pode ficar muito grande, assim como o cascudo comum. Não é incomum achar exemplares de 50 cm. Além disso, ele tem uma particularidade, exige madeira na sua alimentação, então deixe troncos a disposição no aquário.

Cascudo Panaque

Cascudo Violinha (Rineloricaria eigenmanni) – São bem pacíficos e tímidos, tendendo a ficar escondidos em troncos ou lugares escuros do aquário. Não são territoriais, então podemos ter mais de um da mesma espécie. Não cresce muito, sendo comum exemplares de 10 cm.

Cascudo Violinha ou Chicote

Condições Ideais para um Aquário de Cascudo

A maior parte das espécies de cascudo na natureza vivem em águas ácidas e moles, essas são as condições ideias para eles. Por outro lado, as espécies criadas em cativeiro a muito tempo, costumam se adaptar a parâmetros flexíveis, aceitando inclusive águas levemente alcalinas e duras.

Cada espécie tem valores ideais específicos, mas no geral, a ficha mostrada no início do artigo, compreende intervalos aceitáveis para a grande maioria dos cascudos.

Outro fato importante é que muitas espécies são tímidas e precisam de esconderijos. Portanto, adicione bastante troncos e tocas para que eles possam se esconder da luz, outros peixes e até das pessoas perto do aquário.

Cascudos também preferem algas com correnteza no seu habitat natural, então ter um aquário com um fluxo adequado de água pode recriar essa experiência e deixar seu cascudo ainda mais confortável.

Apesar dos cascudos em geral não se alimentarem de plantas, eles não são uma espécie indicada para aquários plantados. Como são uma espécie que revira o fundo, além de se enfiar em vários cantos do aquário, acabam soltando e despedaçando com muita facilidade as plantas. Isso pode destruir todo seu trabalho na montagem de um aquário plantado.

Tamanho de Aquário para Cascudo

Cada espécie de cascudo tem um tamanho mínimo de aquário necessário. Isso se deve ao fato de que cada espécie tem um tamanho adulto diferente, alguns chegando a mais de 50 cm, enquanto outros mal chegam a 10.

Para definir o tamanho do aquário necessário para a espécie desejada, pesquise o tamanho adulto da mesma e use a regra para calcular a quantidade de peixes por aquário.

Alimentação para Cascudo

No geral, cascudos são onívoros e vão comer o que couber na boca deles, mas cada espécie pode ter uma preferencia específica. Alguns se alimentam mais de outros animais, outros de vegetais e, algumas espécies, até de madeira.

O importante é nunca deixar que eles se alimentem apenas de algas, muitas pessoas acreditam que esse é o único alimento que eles necessitam, mas não é verdade. O cascudo necessita de uma dieta completa e balanceada, que pode ser atingida com rações específicas para cascudos ou para outros peixes de fundo. Além disso, a dieta pode ser complementada com algas e até com vegetais como pepino e brócolis.

Companheiros para Cascudo

Em termos de comportamento, o cascudo costuma não ter problemas com outras espécies. Não são peixes briguentos, nem costumam ser terriotiriais com outras espécies, porém é preciso ter alguns cuidados.

Algumas espécies específicas de cascudo não convivem bem com outros exemplares da mesma espécie. Então para evitar brigar, pesquise o comportamento da espécie, antes de adquirir qualquer peixe.

Também é indicado não os manter com peixes grandes e lentos, como discos e kinguios, pois são comuns relatos de cascudos tentando sugar o muco desses peixes. Apesar de não ser um ataque, esse comportamento pode causar sérios danos aos peixes atingidos, podendo levar o animal ao óbito.

Espécies muito maiores que os cascudos também podem acabar os comendo, especialmente quando eles ainda são jovens. Isso apresentar dois problemas, já que tanto o cascudo morre, quanto os espinhos e placas ósseas do cascudo podem causar a morte do peixe que o atacou.

Cansado de perder peixes? De ter seu aquário dominado por algas? Quer saber como virar um profissional na arte do aquarismo? O Curso de Aquarismo Completo Aquaon tem tudo que é preciso para montar e manter um aquário de dar inveja. Ainda é oferecida uma garantia de 7 dias para devolução, caso não fique satisefeito.

Curso de Aquarismo AquaOn

Publicado em 18 set, 2020

Autor: Rodrigo Matos é aquarista a mais de 20 anos, com dezenas de aquários montados a longo dessas duas décadas. Sua especialidade são aquários plantados, porém têm experiência com aquários marinhos, ciclideos, criação de neocaridinas, bettas, nanos, dentre outros. Atualmente está focado na criação de neocaridinas e em aquários densamente plantados.

Categorias:

Mais sobre Peixes de Água Doce >

piranhas

ÚLTIMOS ARTIGOS >

Betta Amarelo
Como deixar o peixe betta feliz
Peixe Betta
piranhas