Logo PeixeseAquarismo.com

Como criar carpete no aquário? Método mais fácil e rápido (DSM).

Ter um aquário com um belo carpete é um dos objetivos mais comuns dentro do mundo do aquarismo. Vamos mostrar aqui o jeito mais fácil de criar um, usando o Dry Start Method (DSM).

Aquários com carpete são um dos estiloso favoritos entre os entusiastas e curiosos do hobby. Aquele verde espalhado por toda a superfície do substrato, que destaca ainda mais a cor dos seus peixes ou camarões, além de fazer sobressaírem ainda mais rochas, troncos e todo hardscape do tanque.

Mas por que tantas pessoas tem dificuldades em criar um carpete bonito, compacto e bem distribuído? Plantas carpete em sua maioria, demandam cuidados especiais e certa experiência na hora de criar a relação ótima entre luz, CO2 , substrato fértil e/ou fertilizantes.

Se não tiver CO2, o carpete ira demorar anos para cobrir seu aquário. Se não houver uma quantidade grande de luz, o mesmo ocorre. Porém se exagerar na luz, pode ter um grande surgimento de algas. Fertilizantes podem ajudar, mas também podem causar explosões de algas. Então de fato é necessário um equilíbrio entre todos esses fatores para ser bem sucedido.

Mas será que existe um jeito fácil de criar um carpete no seu aquário?A resposta é: SIM! Existe um jeito muito simples de fazer isso, que só exige paciência.

Essa maneira fácil é conhecida como Dry Start Method (Método de inicio seco), que em resumo consiste em primeiro plantar o carpete, esperar ele se espalhar por toda a superfície para depois disso, encher o aquário de água.

Mas então por que esse método é tão bom assim?

Existem muitas vantagens em começar a cultivação do seu carpete desse modo. Por exemplo:

  • Abundância de CO2: Como as plantas estão em contato direto com o ambiente, elas tem acesso total ao gás carbônico dissolvido no ar, que é muito mais abundante do que o dissolvido na água. Além de economizar aquele seu tanque de CO2 que é sempre um porre encher
  • Ausência de algas: Já que não temos água no aquário, também não temos algas. Quando criamos um carpete num aquário cheio, temos que respeitar a quantidade de luz máxima que um aquário pode receber iluminação, sem ter uma explosão de algas (por volta de 8h diárias). Durante o DSM muitos aquaristas chegam a deixar a luz dos aquários ligadas por 20 horas diárias. E mesmo que você deixasse 24h por dia, nunca teria problemas com as malditas Petecas ou Filamentosas.
  • Melhor fixação das plantas: Se você já tentou criar um carpete no seu aquário cheio, é bem provável que tenha tido algum problema com a fixação. Plantas carpete costumam ter raízes muito pequenas, então é muito chato prende-las no substrato, elas simplesmente flutuam e até mesmo se soltam quando um peixe passa. Com o início seco, você da tempo suficiente para as plantas cresceram raízes no substrato, se fixando aos grãos do substrato ou até mesmo a rochas e troncos. Isso especialmente importante se você usa plantas muito pequenas como hemianthus-callitrichoides(Cuba).

Tutorial de como fazer o Dry Start Method:

O que você vai precisar?

  • Aquário
  • Substrato fértil mais camada inerte por cima ou um fértil que possa ter contato com a coluna de água
  • Hardscape (Rochas e troncos que você quer no aquário)
  • Planta carpete – (Este artigo explica quais as melhores plantas para usar)
  • Iluminação adequado para seu tipo de planta
  • Um borrifador de água
  • Papel filme

Passos:

  1. Primeiro monte seu aquário normalmente como faria com qualquer aquário padrão. Ou seja, coloque o substrato da sua escolha, fazendo o relevo que deseja. Depois posicione seu hardscape de acordo com o o projeto que deseja montar. Quando estiver satisfeito com o resultado, podemos passar para o próximo passo.
  2. Encha o borrifador com água da torneira e borrife todo o aquário, inclusive o hardscape. É importante que o substrato fique úmido, até mesmo abaixo da superfície, por isso borrife bastante.
    Mas por outro lado, não se deve deixar nenhuma poça, por menor que seja. Qualquer água visível acumulada é um sinal que você molhou demais e essa é principal causa de falhar no DSM. Excesso de água vai causar o aparecimento de fungos, evite isso a qualquer custo.
  3. Agora pegue a planta que você escolheu para seu carpete. Plantas como Monte Carlo (micranthemum) funcionam muito bem para esse processo. Separe ela em diversos pedaços e os espalhe por todo o aquário, tentando manter um espaçamento consistente. Isso faz com que os espaços sejam preenchidos mais rapidamente.
  4. Caso as plantas tenham raízes muito pequenas, geralmente você pode apenas colocar a planta em cima do substrato e aperta-la um pouco contra o mesmo. Mas caso as raízes sejam grandes, tente colocar as raízes dentro do substrato. Após plantar, borrife água em cima das plantas para garantir que elas também estão úmidas.
  5. Estando todo o sistema plantado e úmido, pegue o papel filme e tampe todo o aquário. Assim você conserva a umidade do sistema, dando as condições necessárias para as plantas de desenvolverem
  6. Ligue a iluminação como faria se o aquário estivesse cheio. Na fase de Dry Start é recomendável deixar as luzes acessas por 12 horas diárias.
  7. De dois em dois dias abra uns 5 centímetros do papel filme e deixe assim por volta de 20 minutos para que ocorram trocas de gases necessárias para o ecossistema sobreviver. Toda vez que abrir aproveite para checar se o nível de umidade ainda está como antes. Caso o substrato pareça mais seco, borrife um pouco de água para repor a umidade.
  8. Mantenha esse processo até que esteja satisfeito com o tamanho e propagação do carpete.
  9. Quando estiver satisfeito, apenas encha o aquário e ligue todos os equipamentos como fária normalmente. (Vale lembrar de encher o aquário com cuidado para não levantar as plantas).

Quanto tempo até o carpete estar pronto?

Todo esse processo pode demorar algumas semanas ou meses, dependendo do tamanho do aquário e da quantidade inicial de plantas utilizadas. Como tudo no aquarismo, é necessário ter paciência. Ver seu carpete crescendo consistentemente e saudável já é incentivo suficiente para esperar todo o período.

Veja evolução de um carpete usando o DSM:

Abaixo estão fotos do progresso em um dos aquários que usei o DSM. É um nano de 36 litros, em que usei apenas um potinho de Monte Carlo bem espalhado.

Primeiro dia:

Hardscape do Aquário
Guia Definitivo do Betta
Guia Definitivo do Betta
Hardscape mas carpete no primeiro dia.

Fim da primeira da semana:

Hardscape mais carpete com uma semana de desenvolvimento

Após duas semanas:

Hardscape mais carpete com duas semanas de desenvolvimento

Fim da terceira semana

Hardscape mais carpete com três semanas de desenvolvimento

1 mês e 3 semanas:

Hardscape mais carpete com um mês e três semanas de desenvolvimento

2 meses e 1 semana

Hardscape mais carpete com dois meses e uma semana de desenvolvimento

Nessa última foto, já estava satisfeito com a distribuição, então enchi o aquário e comecei a ciclagem.

Cansado de perder peixes? De ter seu aquário dominado por algas? Quer saber como virar um profissional na arte do aquarismo? O Curso de Aquarismo Completo Aquaon tem tudo que é preciso para montar e manter um aquário de dar inveja. Ainda é oferecida uma garantia de 7 dias para devolução, caso não fique satisefeito.

Curso de Aquarismo AquaOn

Publicado em 28 abr, 2020

Autor: Rodrigo Matos é aquarista a mais de 20 anos, com dezenas de aquários montados a longo dessas duas décadas. Sua especialidade são aquários plantados, porém têm experiência com aquários marinhos, ciclideos, criação de neocaridinas, bettas, nanos, dentre outros. Atualmente está focado na criação de neocaridinas e em aquários densamente plantados.

Mais sobre Água Doce >

Aquário Ácido

ÚLTIMOS ARTIGOS >

Betta Amarelo
Como deixar o peixe betta feliz
Peixe Betta
piranhas
Peixes Carnívoros de Aquário: Piranhas e outras espécies predadoras
Peixes de Água Doce
Como alimentar seus peixes durante viagens
Quanto tempo os peixes podem ficar sem comer?
Iniciante
Peixe se esfregando
Peixe se esfregando na decoração e nas pedras. O que fazer?
Doenças de peixes
Betta no fundo do aquário
Peixe Betta parado ou deitado no fundo do aquário
Peixe Betta
Aquário Ácido